26 de jan de 2013

solidão

não é que ela esteja sozinha. ela está apenas sentada nesse banco, aparentemente triste, contando as folhas que caem, ajeitando os cabelos por trás da orelha. você não percebeu mas, de vez em quando, ela deixa escapar um meio sorriso quando algum cachorro gracioso passa na calçada. ela não sai desse lugar  para um outro qualquer, como um lugar com muitas pessoas, onde ela não aparente estar tão solitária e triste porque não é de lugares bonitos e lotados de pessoas desinteressadas que ela precisa. você não vê, mas ela está acompanhada da esperança de que ele chegue e preencha o espaço vazio no banco onde ela está sentada, pensando na vida, aparentemente solitária, aparentemente triste, aparentemente dando meio sorrisos.

Um comentário:

Janayna disse...

aparentemente esperando que as coisas melhorem.