23 de set de 2012

distração

Oi, Rita. Te liguei porque me senti sozinha de novo e você disse que eu poderia ligar sempre que me sentisse assim. Queria saber como você está vivendo tão longe de casa, se está conseguindo não surtar. Não saí porque tive medo de voltar pra casa bêbada e triste. Eu não sei o que estou procurando, mas eu sei que não está entre muitas pessoas, muitas luzes, muito som alto, muita fumaça. Achei melhor me distrair com um seriado de ficção e esquecer que o mundo aqui dentro é mais insano que o mundo lá fora. Minha mãe comprou uma nova TV. Está super feliz com ela. Talvez eu compre uma nova TV também, ou qualquer eletrônico novo desses que distrai e faz a gente esquecer de olhar pra dentro. Acho que já olhei pra dentro demais e é isso que está me deixando maluca. Por favor, me fale de você...

3 comentários:

Janayna disse...

nada de mais, nada de novo... só a velha vontade de aprender a viver cada vez mais. talvez comprar uma tv não seja a solução... tente, talvez, fazer longas caminhadas pela manhã ou no fim da tarde olhando para o mar... sempre me sinto melhor. e porque não sair? saia sim... divirta-se o máximo que puder, você vai ver que do mesmo jeito que a vida não para, você não pode parar também!

que bom escrever aqui de novo.

aline araujo disse...

Janayna <3

aline araujo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.