8 de ago de 2012

Obrigada!

O último amor foi difícil por n motivos. Se eu pensar muito, as lembranças ainda vão trazer alguma dor, por isso não penso. Mas o último amor foi também o mais feliz. E o que ficou, de verdade, é a certeza de que fui muito amada. Ele quis segurar minha mão, quis ter filhos comigo, quis viajar comigo, me esperou e me levou no aeroporto, fez planos comigo. Recebi tanto carinho e atenção que, muitas vezes, cheguei a pensar que não merecia tanto.  Foi ele que me achou linda, que me fez sorrir inúmeras vezes, que me devolveu o sentimento de graça no amor que eu achava que não deveria sentir outra vez. Ele me ensinou tanta coisa e ainda ensina. Não consigo minimizar a importância que ele tem na minha vida. Se houve inconstância, insegurança e eu julguei que ele estava errado em jogar tudo pra trás por burrice e por medo, isso já passou. O que eu sei é que amei e fui amada por um homem incrível, doce e inteligentíssimo que vai conquistar tudo o que quiser. O casal lindo que fomos não está só na fotografia, está na lembrança e as melhores lembranças dele continuam guardadas. Tudo que compartilhamos juntos foi intenso e verdadeiro e só a amizade e carinho pós fim de relacionamento conturbado reafirma isso. Hoje torço pra que ele ame e seja amado de volta, e viva um amor ainda mais bonito do que foi o nosso. Eu sei que vê-lo bem complementa a minha felicidade. Não posso deixar de agradecer por tudo isso, que também é amor. Obrigada!

4 comentários:

Luiggi disse...

Eu que agradeço. De todo meu coração!

Janayna disse...

eu ainda não consigo.
quero o melhor pra ele, quero que ele seja extremamente feliz e conquiste muitas coisas boas.
mas eu não consigo olhar pra ele e superar tudo.
ainda doí tanto tentar esquecê-lo.
não sei como fazer...

mas que bom , Aline, que vc conseguiu agradecer por isso tudo.
seja feliz!!

Aline disse...

Janayna, no fim das contas, como diria o poeta, a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.
Sempre acho que deveremos amar várias e várias vezes e, se não nos delisgarmos do passado e deixar que o outro encontre outros amores, nós também não encontraremos outras chances de ser feliz novamente.
Quero que ele seja feliz, mesmo que não seja comigo. E sei que ele me deseja o mesmo.
Gosto dessa idéia de reciprocidade, acredito nisso, coloco o desapego em prática, depois de muito chorar, chega a hora de renascer.
=)

Janayna disse...

Cara Aline,
obrigada por essas palavras, mas o que você disse é exatamente o que eu sei. Quero que ele seja feliz mesmo que não seja comigo. quero que ele seja feliz em todas as etapas da vida dele. e eu sei que serei imensamente feliz na minha vida, independente dele. mas tudo foi tão doloroso e amargo que parece que não acabou do jeito certo. como se tivesse espaço pra um último adeus ou acerto de contas. mas as vezes estou tão bem que me surpreendo com tanta leveza em mim. estou caminhando na direção certa, apesar dos pesares.
obrigada por tudo!!